Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

A industria do câncer

Imagem
E O VENENO CHAMADO QUIMIOTERAPIA!

Eu gosto de pensar em médicos, como pessoas dedicadas ao bem estar alheio e como profissionais que desejam fazer o bem, por amor ao ser humano e pela satisfação de poder curar. Vamos dizer um sacerdócio. Acredito que a maioria deles são assim, devem sentir uma satisfação enorme ao verem - depois de tratar seus pacientes - que eles apresentam uma expressiva melhora, ou que se curaram. No entanto, sei também, que em qualquer ramo de atividade humana, que existem os profissionais (principalmente na medicina), que apenas desejam serem chamados de Doutor. E quantos outros apenas desejam ganhar dinheiro, terem uma conta bancária com um saldo alto? Tudo bem, dinheiro e sucesso financeiro é realmente muito atrativo. Mas aceitar que em alguns ramos de atividade profissional, essa seja a principal causa de a ter escolhido como negocio, é nojento demais de se aceitar.

Acompanhando Cláudio Roberto

Imagem
ANIVERSÁRIO DO AMIGO WALTER!
Dia 09 de Julho de 2017, estivemos (eu, Marquinhos Oi e o baterista Henrique Pinto) fazendo a musica ao vivo, no aniversário do nosso amigo Walter, no bairro do Jabaquara. Neste evento tivemos o prazer de acompanhar o grande cantor Cláudio Roberto, que fez um tremendo sucesso entre os convidados que lá estavam presentes. Também, o cantor Patrick Dimon deu uma palhinha. Foi muito legal, e adoramos acompanhar esses dois grandes nomes da musica popular brasileira.

Saudades de minha irmã Maira

Imagem
ETERNAMENTE VOU LEMBRAR DE VOCÊ!
Dia 02 de Julho de 2017, faleceu - vítima de um câncer extremamente agressivo no pulmão -, minha irmã. Foram três anos de sofrimento, com tratamentos utilizando quimioterapia  e radioterapia. No inicio (quando foi diagnosticada com câncer), nós conseguimos a Fosfoetanolamina sintética e, durante o tempo em que fez uso dessas substância, o tumor chegou a regredir, mas logo depois, a Anvisa bloqueou na justiça todas as liminares e ela, a partir de então, teve que só fazer os tratamentos tradicionais - quimio e radio -, foi então que começou a regredir cada vez mais, até chegar a óbito. Infelizmente a industria do câncer venceu mais uma vez, para nós só restou lamentar a perda de mais um ente querido.