GamBas - O Visual Basic não morreu



Para os fãs do velho e bom VB.



Entre eles eu, é claro! 

Sempre gostei de linguagens de programação, - confesso, não sou programador profissional, nem me sustento financeiramente trabalhando na área de TI -, prático programar como uma forma de distração e exercício mental. Comecei com o DBase II, depois o DBase III Plus, depois fui para o Clipper 5.2 e, por último Visual Basic e Delphi, duas linguagens objetos, pois para o Windows essas linguagens eram a coqueluche do momento. Cheguei a fazer um programa de controles de estoques para a lojinha da minha irmã, mas devido a preguiça deles cadastrarem produtos e utilizá-lo para vendas, não foi instalado na loja; uma pena, pois o programa era bem funcional.


Meu hobby era o VB e o Delphi.
Eu passava horas e horas brincando com a programação. Depois a vida me roubou  um pouco do tempo que eu tinha para me dedicar as linguagens, também andei meio decepcionado com o Windows, e assim, parei por um breve momento de programar.

Voltando a brincar com linguagens.
Agora estou usando o Linux, nem mesmo windows tem mais aqui, derepente me deu vontade de voltar a programar e comecei a buscar alternativas as liguagens que usava antes. O problema é que eu havia ficado muito tempo sem pensar nestas e, quando voltei, ou pensei em voltar a programação, muitas coisas haviam mudado. Em principio comecei a dar uma fuçadinha de leve no Python, até que gostei mas, - ôh, maldito mas -, me deparei com algumas dificuldades no que se refere a fazer aplicações em modo gráfico. A parte gráfica dos programas em Python deve ser feita separadamente, quer dizer, python não é propriamente uma linguagem objeto, e assim tiver que voltar as pesquisas novamente. 

Gambas.
Nada, como você ter os objetos e, dentro deles, ou a partir deles escrever o seu código. Na linguagem de programação orientada a objetos é assim: "um botão é um objeto, um campo de texto é um objeto, uma lista de diretórios é um objeto. Cada objeto desses citados possuem EVENTOS, exemplo: um dos eventos do objeto BOTÂO é gerado quando você clica nele, para escrever o código que irá tratar O ATO DE CLICAR NO BOTÂO você simplesmente faz isso dentro desse evento."

Um exemplo abaixo:
Private Sub Botao_Fechar Click()
procedimentos aqui dentro para o evento clique do Botao_fechar.
End

Como o VB não é feito para rodar no Linux, encontrei o Gambas e, o que é muito bom; ele usa a velha e boa sintaxe do Visual Basic, excelente para mim
que já estava acostumado com ela. Existem pouquíssimas diferenças entre a linguagem nativa do Visual Basic e a utilizada pelo Gambas. Se você, que já conhece a linguagem e quiser ver o que difere uma da outra, clique aqui para ir a um glossário em português do Gambas. Ainda existem poucos exemplos em nosso idioma sobre o Gambas, mas para quem já teve ou tem experiência com o Visual Basic, não sentirá muita dificuldade em aprender ou se adaptar a ela.Use software livre.


Links para encontrar o Gambas na net:





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HACKINTOSH

ÓCULOS ESPIÃO - Review

SETE BILHÕES E DUZENTOS MILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO

GREVE DOS CAMINHONEIROS

NÃO EXISTE ALMOÇO GRATIS