O país dos boatos

Fofoqueiras



Michiriqueiros de plantão na WEB.


Francamente chega a envergonhar a atitude de algumas pessoas, nas redes sociais, por e-mail, em vídeos do Youtube e até em sites de baixa credibilidade, o que mais se vê são boatos e mexericos serem divulgados como grandes verdades. Partidários do governo (PT) lançam boatos sobre os outros partidos, os que são contras o fazem para difamar o presidente, ministros e demais membros do planalto. Não sou a favor do PT, na verdade sou apolítico, mas algumas coisas chegam a dar nojo na gente. E não é somente o governo ou a oposição (partido de oposição) que sofrem com esse boatos divulgados diariamente, artistas e até pessoas comuns, sofrem ou tem seu nome estraçalhado de forma infame na rede. Coisas que antes só eram vistas em programas de rádios e tv, agora se tornaram lugar comum, qualquer um que tenha um computador e acesso a internet, pode fazer um vídeo, escrever um texto ou montar uma imagem no
powerpoint e divulgar coisas inverídicas sobre qualquer outra pessoa.

Um problema difícil de resolver.

Não é preciso muito conhecimento a respeito de softwares, (programas editores de vídeos e imagens) para se montar alguma coisa que pareça real ou verdadeira. Todo o conhecimento esta na própria WEB, lá você baixa manuais em formato PDF, livros e textos e até mesmo vídeos ensinando como mexer nesses programas. Realmente, tudo está lá, todo o conhecimento que é preciso para você começar a fazer qualquer coisa. O que acho gozado é que só não ensinam como respeitar o cidadão, ou como verificar se um fato é verdadeiro ou uma grande mentira. Eu acho até, que as pessoas que gostam de ler, ver ou ouvir esses boatos, não querem saber de procurar a verdade, elas anseiam mais, se agradam mais e devem sentir um prazer ao ver esse tipo de coisa. Será que temos uma necessidade mórbida, um prazer em fazer da vida alheia um inferno? Sei não, acho que vivemos de uma maneira tão sem graça e fútil, que desejamos que a vida das outras pessoas também sejam assim. Só nos damos conta de que isso é péssimo, e quando somos nós, que sofremos na pele esse tipo de coisa. 

A liberdade de expressão deve ser mantida, mas o respeito com a vida particular, profissional, social, familiar a amorosa do indivíduo também deve ser respeitada, sem o respeito mútuo, de nada vale termos tanta tecnologia de comunicação, ela passa a ser mais uma forma muito rápida de destruição do ser humano. Mas enquanto houver os estupidos que ouvem e acreditam, sempre haverá os que estão dispostos a acabarem com a moral alheia, de forma baixa e inescrupulosa. 

Será que somos seres humanos de verdade?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HACKINTOSH

ÓCULOS ESPIÃO - Review

SETE BILHÕES E DUZENTOS MILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO

GREVE DOS CAMINHONEIROS

NÃO EXISTE ALMOÇO GRATIS