A ociosidade produtiva






Que o digam os cientistas, artistas e filósofos!




As boa ideias, as maiores descobertas seja em qualquer ramo, ciência, filosofia, medicina e artes nem sempre nascem nas horas árduas de trabalho, as vezes, muitos profissionais, seja qual for o seu ramo ou atividade, tem suas melhores ideias em um momento de inatividade. Muitas vezes nós próprios, procuramos soluções e respostas para um determinado trabalho, algo que estamos desenvolvendo, nos cansamos de buscar a solução, lemos artigos de livros e revistas especializadas naquilo em que trabalhamos, e as respostas parecem estar muito longe de serem encontradas. Quantas e quantas reuniões, telefonemas e e-mails que passamos para outros profissionais esperando alguma solução ou resposta para o nosso problema, e nada, ninguém parece ter uma ideia que seja viável de ser desenvolvida? 


As vezes a semana de trabalho passa sem que algo ou alguém nos apresente uma simples ideia do que fazer. Isso já aconteceu com qualquer um, comigo, com você. 

Mas um dia, talvez num domingo com seus familiares, sem nem mesmo você estar pensando no
assunto, algo te desperta, é como se você fosse iluminado de repente. Você pensa: "Nossa, como é que eu não pude perceber isso antas? é tão simples". 

É incrível, mas o nosso cérebro, nunca para de pensar, de trabalhar. Nosso inconsciente, esta em plena atividade, nem percebemos, mas ele procura constantemente a solução para todos os nossos problemas e indagações. Dizem que Albert Einstein começou a formular muitas de suas teorias enquanto andava de bicicleta. E todos nós sabemos que ele foi um dos maiores gênios do século XX. A teoria geral da relatividade mudou a forma como nós vemos e conhecemos o universo, é através dela que podemos calcular o movimento das estrelas e de todos os corpos celestes. 

É lógico que a ideia surge muitas vezes em momento, em que você pode estar longe de seu ambiente de trabalho, mas isso não impede que você continue a pensar sobre ela, desenvolva-a e anote para depois dar continuidade ao seu desenvolvimento. A maioria dos compositores de musicas populares, tem sua inspiração quando estão dormindo, tomando banho, as vezes, até quando estão em lugares ou momentos impróprios para continuarem a trabalhar na composição, mas eles sempre dão um jeitinho de anotarem para continuar depois e a terminarem no momento apropriado. 

Conclusão? "Aproveite o seu momento de ociosidade, mas quando a ideia surgir, mãos a obra porque o tempo urge"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HACKINTOSH

ÓCULOS ESPIÃO - Review

SETE BILHÕES E DUZENTOS MILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO

GREVE DOS CAMINHONEIROS

NÃO EXISTE ALMOÇO GRATIS